Qui, 25 de junho de 2020, 13:48

Boletim Covid-19 identifica aumento de 38,6% de casos em Itabaiana
É esperado que no dia 4 de julho o município, possivelmente, atinja mais de 1.120 casos

A 25ª semana epidemiológica, encerrada no dia 20 de junho, registrou em Itabaiana, em relação à semana anterior, um aumento de 38,6% de novos casos de Covid-19. Pela projeção logística, é esperado que no dia 4 de julho o município, possivelmente, atinja mais de 1.120 casos, caso o crescimento permaneça nas mesmas taxas.

É o que revela o quinto Boletim Semanal Covid-19, produzido pelos Programas de Pós-Graduação em Ciências Naturais (PPGCN) e Engenharia e Ciências Ambientais (PPGECIA), do Campus de Itabaiana, da UFS, com dados da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde.

Até aquele dia, em Itabaiana tinha sido realizado um total de 1.597 testes, confirmando 825 casos, dos quais houve 459 recuperados e 15 óbitos. Havia 13 pessoas hospitalizadas, 338 em isolamento domiciliar, 28 casos suspeitos e 351 monitorados. Do total de exames realizados, 744 foram negativados.

“Ainda é cedo para afirmarmos que o topo de notificações semanais foi atingido, uma vez que nas últimas semanas o número de casos novos tem sido cada vez maior. Isso pode estar sendo influenciado pelo baixo índice de isolamento social identificado no município”, informa o Boletim.

Na maioria dos dias da semana, o isolamento social no município de Itabaiana tem sido menor do que o percentual de isolamento registrado no Estado, mas no dia 19 foi melhor do que em Sergipe como um todo: 37% a 33%.

As mulheres ainda permanecem representando a maior parcela das notificações em Itabaiana. A maioria dos óbitos registrados foi de adultos e idosos, sendo mais de 60% indivíduos acima de 60 anos. Mas o maior número de homens e mulheres que testaram positivo para Covid-19 no município corresponde a jovens adultos (20 a 39 anos) e adultos (40 a 59).

2.000 litros de álcool

Com matéria-prima recebida do Ministério Público do Estado, o Campus Itabaiana finalizou a produção de 2.000 litros de álcool 70% glicerinado. “Destes, já distribuímos 1.800 litros para instituições sociais (asilos, creches, casas de acolhimento, quilombos) e secretarias de Saúde dos municípios de Itabaiana, Malhador, Areia Branca, Simão Dias, Frei Paulo e Pedra Mole”, informou o professor Silvânio Costa, coordenador do Laboratório de Tecnologia e Monitoramento Ambiental (LTMA) e integrante dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia e Ciências Ambientais (PPGECIA) e de Pós-Graduação em Recursos Hídricos (PRORH) da UFS.

Além do professor Silvânio Costa, a equipe da UFS que produz o álcool gel no Campus de Itabaiana é formada pelos professores Valéria Barros (DQCI), vice-diretora do Campus, José Ronaldo Santos (DBCI), Luciano Fraga (DQCI) e Renata Kaminski (DQCI), que tem duas alunas orientandas da pós-graduação também envolvidas, Bárbara Vasconcelos e Camila Lima.

Marcos Cardoso

Gabinete do Reitor


Atualizado em: Qui, 25 de junho de 2020, 19:17